A pequena cidade de Paraty é um reduto histórico do Rio. É famosa por suas ruas de pedra, que remontam à era da escravidão no Brasil, com construções coloniais como casas, restaurantes e lojas, todas restauradas e intactas.

Por isso, você deve fazer um city tour, para conhecer mais sobre a rica história dessa região. E vale a pena utilizar o aluguel de carros para chegar até Paraty e, ainda, conhecer as localidades próximas.

Você sabia que, quando Paraty foi colonizada pela primeira vez por colonizadores portugueses em 1667, essa faixa rural de litoral entre o Rio de Janeiro e São Paulo não era mais que uma aldeia habitada por índios Guaianás.

Mas, durante as três décadas seguintes, a área foi transformada após a descoberta de depósitos de ouro.

Viu só? Paraty oferece muita cultura, história e natureza. É definitivamente um lugar para toda a família, satisfazendo pessoas de todas as idades.

Quer saber mais sobre a história dessa linda cidade? Continue lendo este artigo e saiba tudo  sobre Paraty.

Onde fica Paraty?

Paraty fica no sudeste do Brasil, no estado do Rio de Janeiro. Situa-se ao sul do Rio e ao norte de São Paulo, cerca de meio caminho entre os dois.

Ambas as cidades ficam próximas a 3:30 – 4:00 horas de Paraty e, definitivamente vale a pena o passeio. 

Paraty reprodução

A cidade de Paraty é cheia de curiosidades porque basicamente acompanha todos os momentos importantes da história brasileira. Desde os canavi

ais no século 17, quando foram descobertas as minas de ouro e os cafezais no século 19, o porto de Paraty foi muito importante.

Continue acompanhando para conhecer mais sobre a sua história.

Qual é a história de Paraty?

Os portugueses se estabeleceram em Paraty em meados do século XVII. Por volta de 1800, Paraty havia se tornado o segundo porto mais importante do Brasil por causa do ouro encontrado em Minas Gerais.

Os embarques de ouro de Paraty percorreram uma curta distância até o Rio, antes de chegar ao seu destino final na Europa, Portugal.

Em terra, a transferência do ouro de Paraty exigiu a construção da ‘Trilha do Ouro’, uma nova estrada sinuosa de quase 1.250 km / 775 milhas até Diamantina.

Enquanto o ouro viajava em volumes crescentes para a cidade, na outra direção os portugueses mandavam escravos da África para trabalhar nas minas, junto com os suprimentos necessários para abastecer essa indústria em expansão.

Enquanto durou, a corrida do ouro viu Paraty prosperar. O cais e as igrejas, incluindo a de Santa Rita e a de Nossa Senhora, foram construídas pelos portugueses nesse período e ainda hoje estão de pé.

No entanto, a notícia do abundante suprimento de ouro logo atraiu piratas gananciosos. Os frequentes ataques de piratas levaram ao declínio da cidade como centro do comércio de ouro, enquanto o próprio mineral também começou a diminuir.

Como resultado desses fatores combinados, a trilha do ouro para o interior tornou-se pouco mais que um gotejamento.

Dois trechos da antiga estrada foram descobertos nos últimos anos e desde então se tornaram um destino popular para turistas e caminhantes que buscam explorar a história de Paraty.

Quais foram os primeiros habitantes de Paraty?

Os primeiros habitantes de Paraty foram os índios Guaianás, que deram o nome à cidade, e a “fundação” da cidade foi feita pelos portugueses em 1597.

Mas foi apenas 99 anos depois que a cidade começou a florescer. A razão disso foi a descoberta de ouro no estado de Minas Gerais, a mais de 700 km de distância.

Na época, era a mina mais rica do mundo, por isso, grande parte dos edifícios e ruas da vila eram feitos com pedra portuguesa, usada como lastro de navios que voltavam para a Europa, cheia de ouro.

O ouro era levado por terra até o porto de Paraty, de onde seguiria para o Rio e depois para Portugal.

Isso acabou por levar à fundação da Rota do Ouro, a Estrada Real, composta por percursos utilizados pelas comunidades indígenas quando se dirigiam para a serra durante o verão.

Porque o nome da cidade de Paraty está ligado a sua história?

Como dissemos acima, os índios Guaianás foram os primeiros habitantes da cidade e foram eles que deram o nome à ela de Paraty, que significa Rio dos Peixes, na língua tupi.

Uma curiosidade é que  houve uma polêmica discussão encerrada há cerca de dez anos, em relação a se o nome da cidade deve ser escrito com um “y” ou um “i”?

Tudo começou depois que mudanças nas regras de grafia do português brasileiro levaram à substituição de “y” por “i” em palavras como Paraty, que a partir de então passou a ser grafado “Parati” nos mapas.

Insatisfeitos com a mudança, os moradores agiram para trazer o “y” de volta ao seu lugar na grafia do nome. Isso aconteceu em 2007, após uma lei aprovada pela Câmara Municipal em 2007.

Podemos ver que Paraty sempre foi uma cidade comercial. Se você prestar atenção, no centro histórico estão as casas antigas que chamamos de “Sobrados”. Quando esse “sobrado” é composto por muitas portas, significa que nos tempos coloniais, esse local era uma loja.

Hoje Paraty é uma cidade turística e no centro histórico é onde você encontra todas as lojas de souvenirs, bons restaurantes, livrarias e locais para comprar cachaça!

Apesar de dizer que o centro histórico de Paraty é uma vila colonial, a maioria das casas desse período foram reformadas no século 19, quando o Brasil já era independente e monarquia. Se você ver, algumas delas têm o ano registrado no topo.

Você sabia que Paraty é considerada a Veneza brasileira? É porque a cidade foi planejada abaixo do nível do mar e todo mês a água entra nas ruas.

Depende das fases da lua, se está cheia ou nova, e o centro histórico se transforma em um belo espetáculo natural!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.